I

I

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Em Novo Progresso e na região, a polícia cumpriu um mandado de busca e apreensão e um de condução coercitiva. A operação foi batizada de Ares Vermelhos

A operação foi batizada de Ares Vermelhos (Foto: Polícia Civil de Mato Grosso)
 (Foto: Polícia Civil de Mato Grosso)
A Polícia Civil de Novo Progresso, sudoeste paraense, deu suporte à Operação “Ares Vermelho”, deflagrada na manhã desta quinta-feira, 17, pela Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos (DERRFVA) em parceria com a Diretoria de Inteligência da Polícia Civil de Mato Grosso.
Na operação, um mandado de busca e apreensão e um mandado de condução coercitiva foram cumpridos no município, em uma residência na rua Belém, bairro Bela Vista. As ordens judiciais foram expedidas pela 7ª Vara Criminal de Cuiabá, Especializada do Crime Organizado.
Na residência, foi apreendido um telefone celular que será enviado à Cuiabá. Foi ouvido o depoimento de Emanuela Gonçalves, alvo da investigação. Após o depoimento, ela foi liberada. O procedimento policial será encaminhado à Polícia Civil de Mato Grosso.
Mediante autorização do superintendente da Polícia Civil na região do Tapajós, delegado Vicente Gomes, a equipe de Novo Progresso cumpriu, nas primeiras horas do dia, os mandados judiciais. A operação Ares Vermelhos ocorre simultaneamente nos Estados do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Pará, visando prender acusados de integrar uma associação criminosa ligada a roubos majorados, furtos, receptação de veículos, adulteração, falsificação de documentos, estelionatos e lavagem de dinheiro.
Fonte: ORMNews

Nenhum comentário:

Postar um comentário