I

I

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

Foragido suspeito de roubo e homicídio é preso com 60 papelotes de maconha


Para tentar não levantar suspeita, o acusado usou uma bengala, mas foi abordado pela Guarda Municipal no Barreiro ,
Ronei Pereira Guimarães, 25 anos, foi preso pela Rondac (Ronda da Capital) na manhã desta segunda-feira de Carnaval (12), no bairro do Barreiro, em Belém. O homem é foragido do sistema penal e é suspeito de ter envolvimento em homicido e roubo. Na prisão efetuada ontem ele foi identificado com 60 papelotes de maconha. Para tentar não levantar suspeita, o acusado usou uma bengala, mas não conseguiu disfarçar o nervosismo diante da aproximação da equipe da Guarda Municipal de Belém.
O inspetor Rodolfo Cruz da Rondac, explica que a equipe da Guarda Municipal de Belém faz rondas ostensivas pelos bairro da Sacramenta, Telegrafo e também no Barreiro, onde o acusado foi identificado e preso. "Ele estava na rua e demonstrou apreensão e nervosismos quando nos aproximamos, decidimos então parar e fazer uma revista nele. Dentro da mochila havia a droga", afirma o GMB.
O homem foi preso em flagrante pelo tráfico de drogas e conduzido para a Central de Flagrantes de São Brás, no centro da capital. "Aqui foi descoberto que ele já foi autuado por homicídio e roubo", além de ser foragido do sistema penal, diz o inspetor da Guarda. A droga, 60 papelotes de maconha do tipo limãozinho, foi apreendida e encaminhada para o Instituto Médico Legal (IML).
Ronei Pereira Guimarães foi preso na travessa Alferes Costa. Ele tentou usar uma bengala e fingiu ter uma deficiência para não levantar nenhuma suspeita contra ele. No entanto, a equipe da Guarda Municipal percebeu o nervosismo. Para a equipe da Rondac ele revelou  tinha um comparsa, que ao ver o amigo ser pego, fugiu. Ronei disse ainda que o comparsa estava armado e fugiu com R$ 1200, resultado de um roubo que cometeram na noite de domingo (11).
Ronei é foragido da Colônia Agrícola Heleno Fragoso (CAHF), localizada no Polo Penitenciário de Santa Izabel. No sistema da  Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (SUSIPE) aparece que ele escapou há dez dias do complexo penitenciário. "Eu precisei voltar pra essa vida porque não tem emprego, não tem oportunidade", afirma Ronei.

Por: Portal ORM com informações de O Liberal

Nenhum comentário:

Postar um comentário