I

I

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Prefeitura cancela carnaval para pagar servidores e manter serviços básicos em Mojuí dos Campos

Carnaval em Mojuí dos Campos reúne milhares de pessoas (Foto: Divulgação/Prefeitura de Mojuí/Arquivo)
Governo cancela carnaval para pagar servidores e manter serviços básicos em Mojuí dos Campos
Decisão foi tomada em um reunião com prefeito, vereadores e secretários de governo. Medida visa conter gastos e não causar desequilíbrio econômico no município. Seriam três dias de festa.
O mês de fevereiro é marcado por vários dias de festa em todo o país. Em Mojuí dos Campos, no oeste do Pará, este ano a prefeitura decidiu não realizar programação de carnaval. Segundo o governo municipal, o motivo que levou a esta decisão é manter o equilíbrio da economia da cidade, como pagamento de salários dos servidores e funcionamento dos serviços básicos.
De acordo com o prefeito Jailson Alves (PSDB), no dia 2 de janeiro foi assinado um decreto que estabelece medidas para contenção de despesas. Apesar de ter feito o orçamento da festa, que duraria três dias, foi realizada uma reunião com o gestor, os secretários de governo e vereadores.
“Ficou decidido que não era viável investir R$ 30 mil no carnaval, tem que priorizar outros setores como a folha e pagamento, serviços nos postos de saúde, e temos que manter a Festa da Integração, que é uma festa da região”, esclareceu.
A Festa da Integração Nordestina é considerada uma das mais tradicionais da região e terá a 10ª edição realizada em 2018. O evento tem como proposta a valorização da cultura dos nordestinos que vieram ao Pará e que até hoje contribuem para a economia e com o desenvolvimento de Mojuí dos Campos e da região oeste paraense.
Mesmo sendo um dos maiores eventos do município, em 2016 a festa não foi realizada também não desequilibrar a economia. “A gente faz festa quando tem dinheiro sobrando. Sabemos que carnaval é bom e que atrai muita gente, mas nesse momento não tem como fazer mesmo”, lamentou o prefeito.
Prefeito de Mojuí dos Campos, Jaílson Alves, contou ao G1 que a medida foi necessária para não causar desequilíbrio econômico (Foto: Adonias Silva/G1)
Prefeito de Mojuí dos Campos, Jaílson Alves, contou ao G1 que a medida foi necessária para não causar desequilíbrio econômico (Foto: Adonias Silva/G1)
Por Geovane Brito, G1 Santarém, Pará

Nenhum comentário:

Postar um comentário