quinta-feira, 17 de maio de 2018

Ibama multa garimpos ilegais no Pará em R$ 49,4 milhões

Foram aplicados 33 autos de infração contra os garimpeiros que exploravam ouro ilegalmente dentro de terra indígena.
O Ibama multou em R$ 49,4 milhões uma série de garimpeiros que exploravam ouro ilegalmente dentro da terra indígena Munduruku e da Floresta Nacional (Flona) do Crepori, no sul do Pará. A informação foi veiculada na tarde de ontem (15).
Ao todo, foram aplicados 33 autos de infração contra os garimpeiros. A ação de combate ao garimpo ilegal foi realizada em parceria com a Polícia Federal, o Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio), a Força Aérea Brasileira (FAB) e a Polícia Militar do Pará.
Além das multas, foram destruídas oito escavadeiras hidráulicas e um trator usados nas operações na floresta. Por meio de nota, o Ibama informou que a destruição de equipamentos foi determinada pela Justiça após denúncias de lideranças indígenas.
Por lei, é proibido explorar ouro em terras indígenas demarcadas ou unidades de conservação. A terra indígena Munduruku tem 2,3 milhões de hectares, onde vivem cerca de 3,3 mil indígenas, segundo o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A Flona do Crepori, criada em 2006, possui 740,6 mil hectares.

Por: Conteúdo Estadão, por André Borges/ Foto:Nacho Doce/Reuters

Castelo de Sonhos: Homem é morto a pauladas durante briga em bar

Um homem foi morto a pauladas na manhã desta sexta-feira (17) em Castelo de sonhos. O crime ocorreu no centro do distrito, em frente...